Show do Pintor Profissional - Edição 183

Show do Pintor Profissional - Edição 183

SHOW DO PINTOR • ABRIL 18 11 que o pintor estiver realizando a pintura, o profissional pode orientar os seus clien- tes sobre a conserva- ção e a manutenção de suas peças, crian- do, assim, oportuni- dades para serviços futuros. Para manter a superfície sempre protegida, é interes- sante que o pintor entre em contato com o cliente quando estiver próximo da data de repintura. Leandro Costa, educador técnico da Futura, sugere como este contato pode ser realizado. “O pintor precisa coletar todas as in- formações pessoais do cliente, criar um banco de dados com as informações dele e da obra. Com isso, ele tem a data da execução e qual seria a próxima repintura, podendo fazer contato, via WhatsApp ou e-mail, para lembrar o cliente.” Quando a repintura precisa ser feita, os sinais são nítidos: perda severa do brilho e o esmaecimento das cores, além do aparecimento de pontos com pequenas fissuras e trincas ou erosão do acabamento. ESPECIALISTA EM MADEIRA Para utilizar o tratamento ideal para cada superfície e saber qual produto é o mais adequado para aplicação, o primeiro passo é identificar o tipo de madeira a ser pintada. Em seguida, analisar se a madeira ficará em ambiente interno ou externo. Rafael Ferreira, gerente comercial da Montana Química, explica em detalhes como deve ser o preparo: “Primeiro, é preciso saber se a pintura será em uma área interna ou externa. Após isso, dividir a área a ser pintada por tipo de superfície, as horizontais e as verticais. As horizontais são as mais sensíveis, sujeitas a ataques de raios solares ultravioleta e chuva, além de insetos e fun- gos. Precisam, portanto, ser pintadas com produtos de maior resistência e de- C M Y CM MY CY CMY K montana_anuncio_show_pintor (250X110).pdf 1 21/03/2018 11:10 sempenho. Segundo, fazer a preparação das superfícies conforme a situação emque se encontra cada peça de madeira. Por exemplo, um acabamento envelhecido ou descascado deve ser remo- vido completamente para a repintura, segundo orienta- ções do fabricante no rótulo do produto.” ACESSÓRIO PARA PERFEIÇÃO Para atingir o resultado esperado com a pintura da madeira é preciso conci- liar o produto de qualidade com os acessórios certos. Um pincel de cerdas gris, que são cerdas mais rígidas, pode deixar uma aplicação de verniz toda riscada. O pincel indicado para pintura em madeira é o de cerdas brancas, no caso de verniz e stain, e cerdas pretas, no caso de tinta esmalte. FUJA DAS FALHAS Um dos maiores e mais frequentes erros na pintura e na repintura é não seguir as orientações do fabricante. Cada produto tem características dife- rentes, não se pode usar todos da mesma maneira. Obedecer ao tempo indicado para cada demão de pintura é o ideal. Não lixar a madeira antes da aplicação do verniz é uma falha que pode acarretar grandes prejuízos. “O processo de lixamento é necessário para promover a aderência do produto sobre a peça que será envernizada, garantindo maior durabilidade. Em caso de repintura de madeira descascada, é preciso remover totalmente o verniz velho antes de aplicar um novo”, conta Renato Panzuto, gerente de marke- ting e produtos da AkzoNobel Tintas Decorativas. Outro erro grave é fazer pintura em madeira verde sem o preparo correto. Isso pode gerar reação na pintura, ou fazer diluição de produto à base de solvente com solvente erra- do ou de qualidade ruim, o que pode causar reação na pintura.

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=