Show do Pintor Profissional - Edição 185

Show do Pintor Profissional - Edição 185

SHOW DO PINTOR • ABRIL 18 13 da oficina aumenta porque o profissional ganha tempo ao manusear apenas uma linhagem de produtos e evita retrabalhos. Vale ressaltar também que o padrão de cores é mantido quando se utiliza produtos de um mesmo fabricante, pois existem diferenças de performance em termos de cobertura e fidelidade de cor entre um fornecedor e outro”, explica Vettorazzi, da PPG Brasil. Sandro Lemos, gerente de segmento de mercado - Vehicle Refinishes Latam da AkzoNobel, complementa que, durante o desenvolvimento e o processo de aprovação dos pro- dutos, são realizados testes completos dos sistemas. As aplicações são realizadas desde a preparação até o acabamento final da peça. Desta forma, os fabricantes podem assegurar a qualidade de seus materiais. “O mais indicado é que as oficinas utilizem tintas e complementos au- tomotivos de um mesmo fabricante, pois são formulados para que te- nham perfeita interação entre as etapas de pintura.” QUALIDADE DOS COMPLEMENTOS RECONHECIDA Os complementos de alta qualidade garantem um ótimo resultado no acabamento. Para reconhecer um primer de qualidade, ele deve apresentar ótimo poder de preenchimento, secagem rápida, fácil li- xamento, além de boa aderência e durabilidade, fatores muito impor- tantes para uma reparação de sucesso. Vanessa Rossi, responsável pelo marketing da Skylack, comenta que os vernizes devem apresen- tar propriedades de secagem rápida, alta resistência a intempéries, um alto teor de sólidos, o que resulta em um acabamento com exce- lente retenção de brilho. “Utilizando produtos de baixa qualidade, a oficina pode ter problemas de retrabalho, acarretando em prejuízos financeiros”, adverte Vanessa. Rafael Vilani, gestor laboratório da Maxi Rubber, acrescenta explicando que os complementos de qua- lidade são indiscutivelmente reconhecidos pelo seu desempenho técnico aliado a relação custo-benefício. “Quanto aos atributos para produtos, como adesivos plásticos, massas poliésteres e primers é indispensável que estes apresentem boas propriedades de secagem, enchimento, facilidade de lixamento e adesão’, conclui Vilani.

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=