Show do Pintor Profissional - Edição 215

SHOW DO PINTOR • MARÇO 2021 15 Estamos em um momento de economia recessiva e vi- vendo instabilidade em diversos setores, causada pela pandemia do Coronavírus. O varejo sofreu um rápido impacto mundial. É preciso se reinventar para continuar no mercado e superar os desafios, e uma das alternati- vas para responder a este período é fazendo parcerias com diversos profissionais de serviços, vizinhança local, empreendedores da região, para que todos sejam bene- ficiados. Para as lojas de material de construção e tintas localizadas em bairros, um exemplo de parceria é com os condomínios residenciais e comerciais em volta do estabelecimento, pois são muitas pessoas morando e trabalhando em um mesmo espaço, que inevitavelmen- te vão precisar de itens de material de construção. Se por um lado o momento que todos vivemos trouxe novos desafios, oportunidades surgiram também, so- bretudo no comércio de bairro, próximo de onde há moradores - e 74% dos estabelecimentos devem man- ter este comportamento nos próximos meses, segundo pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pe- quenas Empresas (Sebrae). Segundo os consumidores ouvidos pelo Sebrae, o co- mércio de bairro temmuitos atrativos quando compara- do com as lojas do centro ou dos shopping centers. Para PARCERIA DURADOURA PESQUISA CONFIRMA TENDÊNCIA DE VALORIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE BAIRRO Eder Max, consultor do Sebrae-SP eles, há menos pessoas e filas nestes locais, e os preços são mais acessíveis, além de ser mais rápido chegar até os estabelecimentos. O desafio é cativar esse pú- blico para que, quando a epidemia acabar, eles continuem frequentando e indi- cando estabelecimentos. Uma das alternativas é criar parcerias com os pintores, pedreiros, empreiteiros, arquitetos, síndicos, zeladores, entre outros prestadores de serviço e formadores de opinião, para que eles indiquem o estabelecimento de bairro. Segundo pesquisa realizada pela consultoria Nielsen, 92% dos consumi- dores de todo o mundo confiam mais em recomendações de amigos e familiares do que em publicidade ou qualquer tipo de propaganda feita por uma marca. Eder Max, consultor do Sebrae-SP, dá algumas dicas para atrair parceiros para o estabelecimento. “Como bem sabemos, não existe ‘almoço grátis’. Uma boa forma de fidelizar esses profissionais é um bom sistema de comissão sobre as vendas e vantagens na forma de pagamento, por exemplo, quando indicado por eles. Sempre lembrando que, como estamos falando de vantagens financeiras, fi- que de olho no fluxo de caixa, selecione os itens que têmmargem de contribuição para aplicar esse desconto.” O consultor lembra que, sempre que falamos em incentivos, logo surge o pen- samento de dinheiro. Mas há alternativas, pois a parceria precisa oferecer benefí- cio aos envolvidos e não somente recurso financeiro. “Hoje, um gargalo em vários segmentos é o frete de pequenos itens e outros de grande volume. Uma boa

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=