Wana Química

Temas atuais e relevantes foram a marca do Fórum Sitivesp de Segurança e Regulação das Atividades de Transporte

01/11/2019 - 10:11

A 17ª edição do Fórum Sitivesp de Segurança e Regulação das Atividades de Transporte realizou-se no dia 24 de outubro, no Auditório da Fiesp, em São Paulo. Esta edição apresentou como novidade a inclusão do importante tema da regulação das atividades de transporte, juntamente com a segurança.

Reunindo quase 40 participantes, entre profissionais especializados de fabricantes de tintas associados, de fornecedores de matérias-primas e empresas de transporte, além de representantes da Polícia Militar Rodoviária, o evento contou com uma programação envolvendo três palestras de alta qualidade.

A primeira apresentação do dia coube à engenheira química Glória Benazzi. Considerada uma das principais especialistas brasileiras no transporte terrestre de produtos perigosos, ela tratou desse tema, com especial destaque para as consequências da nova resolução 5848/19 da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Na sequência, o biomédico Fabriciano Pinheiro abordou outro tema que está na ordem do dia da indústria de tintas: o GHS, sistema globalmente harmonizado de classificação e rotulagem de produtos químicos. Representante do Brasil no Subcomitê de Especialistas da ONU sobre o GHS, o palestrante mostrou o status atual dessa regulamentação e as formas de atender a ela.

A terceira palestra do dia teve como responsáveis os engenheiros Luiz Antonio Chiummo e João Carlos Pires Campos, que fazem parte do grupo técnico da Fiesp em segurança e saúde no trabalho. Eles trataram da revisão das normas regulamentadoras de segurança e saúde do trabalho, que está em andamento, e de seus impactos.

“A programação foi montada de modo a contemplar temas atuais e muito relevantes, com especialistas extremamente conceituados trazendo informações e análises sobre cada um deles. O resultado foi muito positivo: o público saiu satisfeito do Fórum e mais preparado para enfrentar os desafios que existem nessas áreas”, afirma Douver Martinho, presidente do Sitivesp.

  Mais notícias