Túnel de desinfecção preventivo atua no combate à Covid-19

24/07/2020 - 18:07

Equipamento tem base na água ozonizada como ferramenta para eliminação do vírus

O novo normal, como está sendo definida essa fase pós pandemia, já definiu a necessidade de enfrentar novos desafios e buscar novas tecnologias e protocolos para assegurar novos parâmetros de proteção à saúde, segurança e meio ambiente. "Isso é para sempre!  As palavras resiliência, empatia e solidariedade marcaram nosso 1º Semestre de 2020", afirma Sérgio Dennis Campeas, consultor da Oxi Solutions.

O Coronavírus e a doença Covid-19 criaram uma ruptura no comportamento das pessoas, poucas vezes presenciada na história, lembra Capéas, justificando que empresas do mundo todo se mobilizaram para adequar suas rotinas e novos protocolos foram definidos e postos em praticas para enfrentar uma pandemia inesperada e altamente contagiosa.

Para conter a proliferação do novo Coronavírus (SARS-CoV-2), um dos pontos mais importantes é manter os ambientes, embalagens, roupas, corpos e as mãos sempre higienizadas. Em 2017, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária regulamentou mais um sanitizante para desinfecção de alimentos e outras áreas: a água ozonizada que passou a ser a mais nova arma no combate ao Covid-19. Fábricas, escolas, faculdades, clubes, parques, shoppings, estádios, condomínios e, inclusive, eventos podem optar, hoje, pela mais nova solução da Oxi Solutions: o túnel de desinfecção preventivo.

De acordo com o consultor, o túnel elimina microrganismos como vírus, fungos, bactérias, esporos e outros patógenos. Os principais são: Sars-CoV-2, Influenza A -H1N1, Acinetobacter Baumanni, KPC-Klebesiella Pneumonlae, Staphylococus MRSA, Staphylococus Aureus, Samonela Choleraesius, Mycobacterium Tuberculosis, entre outros.

"Existem outros túneis e cabines similares no mercado, porém a maioria trabalha com produtos químicos, o que nao é recomendado. Nossa vantagem, além de não utilizar nenhum produto químico, é comprovadamente um potente desinfectante, com alto poder oxidante, destruindo microrganismos resistentes. O sanitizante é aprovado para uso em saúde pública, inclusive em alimentos, pelo FDA (Food and Drug Administration - agência federal dos EUA). É 100% seguro, não causa danos na pele, olhos ou sistema respiratório, não polui e não deixa resíduos, não molha a roupa, cabelo, pele ou materiais. Além disso, de uma forma muito simples, o equipamento pode ser utilizado para desinfecção de outras áreas nos intervalos de utilização do túnel como os escritórios, plantas e depósitos."

A Água Ozonizada é muito utilizada em agricultura, água de abastecimento, processos na indústria de alimentos, aquários, engarrafadores de água, hospitais, medicina e estética, piscinas, sanitização, sistemas de limpeza (CIP) e nos processos de fabricação de vinhos, cervejas e sucos, entre outros. Isso demonstra o quanto segura e eficiente é essa tecnologia, explica o consultor.

O Ministério da Saúde aprovou a água ozonizada como desinfectante através da Portaria 5 de 28/09/2017. Essa mesma portaria é o padrão de referência para o usoda água em bebedouros, torneiras para lavar as mãos e chuveiros.

O funcionamento é muito simples, conforme Campéas. "Nossa solução tem base na água ozonizada como ferramenta para eliminação do vírus. É mais um elo no combate ao novo Coronavírus, que somado às recomendações padrão da OMS - Organização Mundial da Saúde - irá cobrir um espectro maior e redobrar a segurança dos usuários. Através de um gerador, transformamos o oxigénio puro em ozônio, que é incorporado à água em forma de névoa fria. A água é transformada em Névoa por um processo de tecnologia ultrassônica, gerando gotículas menores que 5 a 10 micras, que eletronicamente controlado, possibilita a total absorção do ozônio na água, sem a liberação do ozônio em sua forma natural. O tamanho das gotas é suficiente para agir em pêlos, cabelos e fibras das roupas, além de ter contato com toda área de superfície do corpo, sendo a opção mais segura e eficiente para a desinfecção proposta. Essa névoa de água ozonizada, contém a concentração suficiente para eliminarem 10 segundos, 99.9% dos microrganismos de superfícies."

Combate ao Covid-19

O túnel de descontaminação teve laudo com teste de eficácia no combate ao novo Coronavírus, emitido pelo Laboratório de virologia do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), segundo Campéas. O protocolo do teste incluiu tecido celular vivo que não foi danificado pela névoa de água ozonizada ao mesmo tempo que o novo Coronavirus foi inoculado.

  Mais notícias