Rhodia realiza 1º Portas Abertas Virtual sobre carreiras técnicas

06/08/2020 - 14:08

A Rhodia, empresa do Grupo Solvay, realizou no dia 30 de julho, a primeira edição do programa Portas Abertas Virtual voltado para a apresentação a estudantes de escolas técnicas sobre como funcionam as carreiras técnicas na empresa, em especial na área de pesquisa e inovação.

Realizada no Centro de Pesquisa e Inovação da Rhodia, instalado no amplo conjunto industrial da empresa em Paulínia (SP), essa edição do Portas Abertas Virtual foi direcionada aos estudantes 3º Colegial Integrado do curso técnico de Química da ETEC Coronel Fernando Febeliano da Costa, da cidade de Piracicaba (SP).

Contou com uma apresentação de Sabrina França, funcionária da Rhodia na área de pesquisa e inovação, formada pela Escola Técnica de Paulínia, que narrou sua trajetória estudantil e detalhou sua atual função na empresa.

Em seguida, foi realizado um tour virtual pelo laboratório de Química Analítica, mostrando uma parte das inúmeras atividades de pesquisa realizadas no Centro.

De acordo com Lidiane Oliveira, Diretora de Pesquisa e Inovação do Grupo Solvay na América Latina, a realização desse encontro virtual foi o modo encontrado pela empresa para dar continuidade aos seus programas de visitação de estudantes e profissionais interessados em conhecer algum aspecto das atividades da Rhodia neste período em que o País enfrenta uma pandemia do novo coronavírus.

“É muito gratificante para todos nós apresentar aos estudantes que serão futuros profissionais do setor as possibilidades de desenvolvimento profissional em uma empresa do porte da Rhodia, reconhecidamente uma organização que valoriza a pesquisa e a inovação sustentável. Temos dezenas de exemplos de inovações genuinamente brasileiras da Rhodia para diferentes segmentos de mercado. São produtos que estão à disposição das indústrias e dos consumidores”, afirmou Lidiane Oliveira.

A mais recente inovação é o fio têxtil de poliamida antiviral Amni Virus-Bac OFF, que inativa os vírus, incluindo o novo coronavírus, e elimina as bactérias que podem estar em superfícies têxteis. “Várias empresas brasileiras já estão produzindo tecidos e diversos artigos têxteis, entre os quais as máscaras e roupas de uso social com o nosso fio têxtil, que oferece um efeito permanente - ou seja, a ação antiviral vai existir durante toda a vida útil do produto”, acrescentou.

A Rhodia, com atuação no Brasil há 100 anos, tem instalado em Paulínia (SP) um grande centro de pesquisas e inovação, que integra a rede global de centros de pesquisa e inovação do Grupo Solvay, responsável por centenas de inovações e desenvolvimento de moléculas, produtos e aplicações para uma gama variada de mercados, entre os quais automotivo, agro, beleza, cosmética e cuidados com a casa, alimentação humana e nutrição animal, construção, petróleo e gás, meio ambiente e saneamento, têxteis e vestuário, entre outros.

O Centro de Pesquisas de Paulínia conta com 90 profissionais entre técnicos, pesquisadores, cientistas e doutores, em uma dezena de laboratórios de diferentes disciplinas. No local também está instalado o Laboratório de Biotecnologia Industrial, que concentra no Brasil os trabalhos e desenvolvimentos globais de pesquisa do Grupo Solvay relativos ao uso da biomassa de diferentes origens.

  Mais notícias