Solucionando problemas com aço

13/12/2019 - 16:12

Especialista da Solventex ensina a como acabar com a ferrugem

A ferrugem é um problema que quando não tratado pode provocar comprometimentos mais graves na estrutura e resistência do local, dependendo de sua amplitude. Em alguns casos, não é possível recuperar o material, sendo necessário trocar toda a infraestrutura. A ferrugem é causada por uma reação química provocada pela umidade e o oxigênio presentes na água e no ar. No caso do aço, que sai da indústria com uma laminação - uma proteção temporária - o seu processo de ferrugem acontece em três passos:

Cor alaranjado: quando o aço é novo e começa a aparecer os primeiros sinais de oxidação, surge com uma coloração alaranjada. Essa oxidação não é uma ferrugem ainda porque não atingiu o aço e se refere apenas a laminação de proteção.

Cor marrom: significa que após a oxidação, a ferrugem já consumiu toda a lâmina de proteção e atingiu o aço.

Cor preta: neste último passo, a estrutura de aço já está em corrosão e dependendo de sua amplitude, inviabiliza a recuperação.

Quando o aço está começando a ficar enferrujado é possível removê-lo por meio de um lixamento manual do material, com uma lixa, escova de aço ou raspador ou de forma mecânica, com uma lixadeira. Caso tenha atingido a etapa de corrosão, é necessária uma limpeza mais minuciosa e o ideal é que seja feito por jateamento.

Após esse processo, é preciso realizar uma limpeza com solvente para retirada dos resíduos, seguido de aplicação de um primer, evitando assim que o metal tenha contato direto com o oxigênio.

O consultor da Solventex Tintas, empresa especializada em tintas para indústrias, José Alves Cintrão, recomenda o uso de um Primer Epóxi, pois este apresenta maior resistência e tem mais durabilidade, porém existem outras opções no mercado, como o Primer Sintético e o Acrílico.

Aplique a quantidade de demãos indicada pelo fabricante e aguarde o intervalo recomendado entre elas e o tempo de cura do primer para um melhor resultado. Após essa etapa, faça o acabamento com uma tinta compatível ao tipo de primer utilizado. “Seja rigoroso no tratamento da superfície. Quanto melhor o tratamento, maior será sua durabilidade. E atenção à qualidade das tintas e suas indicações corretas de uso. Sempre utilize a tinta certa para o tipo de ambiente onde a estrutura estará exposta”, aconselha Cintrão.

O procedimento de manutenção preventiva começa com uma inspeção visual. Observe sempre se existem novos pontos de ferrugem. Anualmente, é interessante avaliar toda a superfície com atenção e observar os detalhes. Note se a tinta não descamou, se os cordões de solda estão intactos ou se não existe nenhuma fissura na estrutura.

  Mais notícias

Coral Sayerlack Anuncie aqui