Wana Química

Sindquímica entrega troféu 4 Elementos aos Melhores Fornecedores do Ano

17/12/2018 - 15:12

Solenidade aconteceu no jantar de confraternização da Indústria Química Cearense, na última quinta (13). A Agnelo Editora foi uma das premiadas da noite, levando o troféu na categoria Empresa Parceira

Criado neste ano para premiar as empresas que mais se destacaram no período, o troféu 4 Elementos foi entregue aos fornecedores do ano, escolhidos por uma pesquisa junto às empresas associadas do Sindquimica, reconhecendo assim os fornecedores de melhores práticas. O prêmio abrange as seguintes áreas de atuação: empresas de Transformação Plástica, empresas fabricantes de Tintas, empresas fabricantes de Cosméticos e empresas fabricantes de Saneantes. A solenidade aconteceu no jantar de confraternização da Indústria Química Cearense, na última quinta (13), no Royal Buffet, em fortaleza (CE), onde o setor químico reuniu com grande sucesso 250 pessoas, entre industriais, autoridades, familiares e convidados, no ensejo de congregar todos os que contribuem para o êxito da atividade ao longo do ano. O encontro teve o patrocínio das empresas: Avco, Wana Química, Bomix, Bandeirante-Brazmo, quantiQ, Transcor e Coremal Pochteca. Além disso, contou com o apoio da Agnelo Editora, responsável pela publicação das revistas Paint & Pintura e Show do Pintor.

O troféu representa os 4 elementos da natureza: terra, fogo, água e ar. De acordo com o diretor do Sindquímica, Josafá Rebouças, ele foi idealizado com o intuito de remontar ao passado da química, quando se achava que a natureza era composta desses quatro elementos. “Contratamos um artista plástico, que pegou a nossa ideia, nosso desejo, e materializou em um troféu, e com ele estamos agraciando os nossos parceiros de 2018."

Ao todo, foram agraciadas três empresas de cada segmento, além de uma pessoa física e uma empresa parceira. "Nós criamos um aplicativo para a votação, onde os associados puderam escolher essas empresas. Votou-se por categorias, os resultados foram tabulados e, no setor de tintas, especificamente, estamos premiando cinco empresas, além um parceiro que colaborou com o desenvolvimento do setor", afirmou Rebouças. As empresas vencedoras foram: Avco, Bomix, Chaves S/A, Transcor e Wana Química. Como Empresa Parceira, a mais votada foi a Agnelo Editora, responsável pela publicação da Revista Paint & Pintura.

Para Agnelo de Barros Neto, diretor-presidente da Agnelo Editora, receber essa premiação é muito gratificante. "Em 2011 realizamos o primeiro Fórum Paint & Pintura de Tecnologia e Gestão em Tintas aqui em Fortaleza e o evento se tornou um sucesso. Também criamos neste ano a 1ª edição do Prêmio Paint & Pintura Regional Norte/Nordeste, ambos eventos que já fazem parte do calendário da Editora. Sempre acreditamos no potencial da região e o sucesso desses eventos mostra isso. Agradeço ao Sindquímica pelo reconhecimento desse trabalho."

O presidente do Sindquimica, Marcos Antônio Ferreira Soares, destacou o desempenho do setor químico no Estado do Ceará e está otimista para 2019. "Os setores de Saúde e Cosméticos tiveram um bom ano, enquanto o setor de Saneantes já esteve aquém do que poderia ter rendido. Já em Tintas, o Ceará conta com várias indústrias e é muito representativo na região. Tivemos neste ano o evento da Abrafati, mostrando a importância da certificação das tintas.  Nesse sentido, a Abrafati e o Senai Ceará estão engajados nessa melhoria da qualidade dos produtos. Também foram realizados o Fórum Paint & Pintura de tecnologia e Gestão em Tintas, e houve a criação do 1º Prêmio Paint & Pintura Regional Norte/Nordeste pela Agnelo Editora, que aconteceram aqui em Fortaleza, no mês de março, eventos que muito nos acrescentaram e colaboraram para o desenvolvimento do setor na região. Ou seja, 2018 foi um ano muito importante nesta parte de relacionamento com as instituições. Para o ano que vem, o setor químico está entrando com o pé direito, porque as empresas já vão começar a construir o condomínio estadual químico de Guaiúba que, nesse primeiro momento, contará com sete empresas. Queremos em 2019 consolidar esse investimento e, no máximo, em três ou quatro anos, ele estará totalmente estabelecido. A expectativa é essa, de os empresários voltarem a acreditar e investir no Brasil."

  Mais notícias