BASF lança Coleção de Tendências de Cores Automotivas 2020-2021

16/10/2020 - 10:10

A coleção apresenta conceitos inovadores que entrelaçam superfície, textura e cor

A BASF lançou a sua coleção Tendências de Cores Automotivas 2020-2021 com uma variedade de tonalidades e efeitos que mostram as tendências das tintas automotivas modernas. Os designers da Divisão de Tintas da BASF em todo o mundo criaram a coleção, chamada CODE-X, com tudo novo, desde releituras e novos tons de branco, até os pretos mais escuros, e uma variedade de cores vibrantes no meio. “As cores servem de inspiração aos designers automotivos para veículos que estarão na estrada dentro de três a cinco anos”, afirma Marcos Fernandes, diretor da divisão de Tintas Automotivas da BASF para a América do Sul. Muitos têm efeitos ou texturas, o que torna uma experiência verdadeiramente tátil, bem como uma experimentação visual e emocional.

As cores-chave globais variam de um verde acinzentado, um bege quente, a um cinza grisalho. Como o novo pensamento impulsiona grandes transições nos valores em torno da sociedade, identidade e progresso, esta coleção representa a mistura do mundo físico e digital para se manter otimista e positivo enquanto se lida com a mudança. “A nossa região, que reúne grandes fabricantes de veículos globais, também teve um estudo indicando as cores que servirão como inspiração”, diz Fernandes.

América do Sul - Divertido e despretensioso

As cores-chave da América do Sul são divertidas e despretensiosas, com uma grande variedade de efeitos dinâmicos. Junto a um certo nível de seriedade e de uma dimensão de espírito livre da sociedade, o novo design flui daqueles que entendem que os desafios são enormes e cheios de propósito. "A noção de que o ritmo rápido da tecnologia já não é surpreendente é evidenciada por uma paleta que vai desde cores suaves até tons mais quentes e tradicionais", comenta Paul Czornij, chefe de design para Américas da BASF. "A gama de cores credencia para designs responsáveis e empáticos".

América do Norte - Graciosidade e simplicidade

Os designs futuros de cores da América do Norte procuram desenvolver tecnologias avançadas de coloração que exibam uma maior sensibilidade para o ambiente e para tópicos automotivos de tendência, como a mobilidade e o meio ambiente. Graciosidade e simplicidade serão o aspecto de uma profunda “tecno-sofisticação”. "Não é raro pressupor que a gestão tecnológica domine a pesquisa, mas é revigorante ver o quanto o consumidor está disposto a renunciar às normas tradicionais de beleza para satisfazer o apetite por designs de cores inteligentes e responsáveis", considera Czornij.

Europa, Oriente Médio e África - Posições ousadas e distintas

As cores-chave da Europa, Oriente Médio e África (EMEA) são suaves, tranquilizantes e com posições ousadas, novas e distintas. Há uma enorme variedade de efeitos nessas cores que são inevitáveis, mas acessíveis. Existem elementos para ver, para explorar e com que se surpreender. "Estamos em uma época em que nada é igual. Podemos fazer referência às cores antigas, mas acrescentar algo novo, algo diferente", explica Mark Gutjahr, chefe de design de cores automotivas, EMEA.

Ásia-Pacífico - Atitude positiva e flexível

As cores-chave da Ásia-Pacífico refletem uma atitude positiva e flexível para a mudança, a ação e o futuro. São cores quentes e emotivas com um estado de espírito estável. Não são pretos ou brancos, mas cores mais desfocados e flutuantes, como a emoção humana. "A individualidade é a tendência em jogo aqui. Vivemos para o presente e queremos tornar o futuro melhor", afirma Chiharu Matsuhara, chefe de design, Ásia-Pacífico. "Tentamos desfrutar da vida e ser o mais positivos possível, e mudar o que fizemos no passado".

Expertise de cor da Divisão de Tintas

Todos os anos, os designers da Divisão de Tintas da BASF estudam as tendências futuras que utilizam como base para o desenvolvimento da superfície, da textura e das posições de cor. Eles se inspiram em muitas influências, incluindo a indústria, a moda, os produtos de consumo e a natureza. Eles compartilham as suas pesquisas com os clientes da BASF - os designers automotivos - e ajudam a desenvolver as cores do futuro.

  Mais notícias