Rhodia coloca em operação no Brasil a segunda fábrica de solvente sustentável Augeo

23/10/2020 - 11:10

Produto criado por pesquisadores brasileiros atende diversos mercados que exigem sustentabilidade e inovação: fragrâncias, cuidados pessoais e itens de limpeza doméstica e institucional, tintas e vernizes, além dos segmentos Agro e Petróleo e Gás

A Rhodia, empresa do Grupo Solvay, colocou em operação no Brasil a segunda planta de produção dedicada exclusivamente ao solvente sustentável Augeo, elevando a capacidade produtiva desse solvente para 20 mil toneladas por ano.

Inovação criada pelos pesquisadores brasileiros do Grupo Solvay, a linha de produtos Augeo, derivada de fonte renovável (glicerina), com foco em sustentabilidade e alto desempenho, é composta por moléculas versáteis, com alto poder de solubilização e reduzidíssimo odor.

Os solventes Augeo, todos patenteados internacionalmente, são utilizados principalmente nos mercados de bens de consumo, com destaque na linha de produtos destinados aos cuidados com a casa, como limpadores multiuso e nos aromatizadores de ambientes, e em itens de cuidados pessoais e fragrâncias.

Outro segmento importante é o de limpeza industrial e institucional. Tem sido aplicado com sucesso nos segmentos Agro e Petróleo e Gás e está presente, ainda, nos mercados de tintas e vernizes.

Instalada no conjunto industrial da empresa em Paulínia (Brasil), a nova planta já opera a plena carga, atendendo a clientes de vários continentes. Atualmente, cerca de 80% da produção são exportadas. Os Estados Unidos são o principal destino do produto fabricado em Paulínia, respondendo por uma fatia de mais de 30% das exportações, seguido por Europa, Ásia e América Latina.

“As nossas equipes estão de parabéns por desenvolver esse projeto dentro do cronograma previsto, com total segurança e qualidade, em meio a um cenário desafiador de pandemia de Covid-19”, disse Daniela Manique, presidente da Unidade Global de Negócios Coatis do Grupo Solvay e principal dirigente da companhia na América Latina. “A instalação dessa nova unidade produtiva consolida a vocação da empresa como polo de inovação sustentável para o Grupo Solvay, aproveitando o potencial de sustentabilidade oferecido pelo país”.

A Rhodia está permanentemente desenvolvendo novas aplicações para os solventes da linha Augeo, acrescentou Daniela Manique, informando que a empresa obteve registro na “Vegan Society”, a mais tradicional e respeitada nesse mercado, para os solventes Augeo Crystal e HGL (hexilenoglicol).

O selo, que atesta que o produto não tem ingrediente de origem animal nem foi testado em animais, abre novos nichos para os solventes sustentáveis, como o de produtos veganos de cuidados pessoais ou de cuidados para a casa, uma tendência em crescimento sobretudo internacionalmente.

Uma história de valor - Augeo nasceu há cerca de uma década, a partir de uma ideia arrojada: fazer um solvente de fonte renovável, à base de glicerina. A produção começou na então unidade química de Santo André (SP), mas as vendas dos primeiros tempos foram decepcionantes. Num universo de solventes derivados de fonte petroquímica, Augeo era, sim, uma inovação disruptiva. No entanto, exigia inovação também na estratégia comercial.

“A partir de meados de 2013-2014, passamos a direcionar nosso produto para mercados mais próximos do consumo, nos quais as características de Augeo são mais valorizadas, como o fato de ser de fonte renovável, mais sustentável, biodegradável, ter baixo odor e baixa emissão de VOC (compostos orgânicos voláteis)”, informa Antonio Leite, vice-presidente global de Fenol e Derivados, Solventes Oxigenados e Fibras e Poliamida do Grupo Solvay.

O novo direcionamento estratégico se mostrou mais do que acertado. Mais amigável para o meio ambiente e para a saúde humana, com alto poder de solubilização, Augeo foi ganhando presença em um leque crescente de aplicações que fazem parte do dia a dia dos consumidores, como limpadores domésticos e aromatizadores de ambiente elétricos e de varetas, entre outras. Também tem sido utilizado com sucesso na solubilização de fertilizantes agrícolas.

“Augeo tem sido o motor da internacionalização da nossa unidade de negócios”, observa Antonio Leite. “Nos fez abrir os olhos para mercados diferentes, de maior valor agregado e em outras geografias. Com isso, acabou abrindo portas no exterior também para outros solventes do nosso portfólio.”

O produto segue inovando e conquistando espaço em outras aplicações e mercados. O mais recente membro da família é Augeo Crystal, produzido a partir de glicerina de origem 100% vegetal (soja), com garantia de origem e rastreabilidade das matérias-primas utilizadas.

A novidade está em sintonia com novas demandas das indústrias de home & personal care (cuidados pessoais e com a casa), principalmente nos Estados Unidos e Europa, que, além de matérias-primas naturais de fonte renovável, querem que estas sejam de origem vegetal (e não animal). Augeo Crystal já está sendo usado na formulação de produtos veganos.

Com a nova planta, o desafio agora é seguir expandindo as vendas para explorar plenamente a nova capacidade de produção. “Mas a entrega das duas primeiras fábricas dentro dos prazos e orçamentos previstos e a trajetória de evolução que vem sendo percorrida por Augeo já autorizam a imaginar novos capítulos para essa história de sucesso”, conclui o vice-presidente global de Fenol e Derivados, Solventes Oxigenados e Fibras e Poliamida do Grupo Solvay.

  Mais notícias