Lanxess volta a ser reconhecida como líder global em proteção climática

17/12/2020 - 11:12

Os esforços da Lanxess, empresa de especialidades químicas, no combate às mudanças climáticas foram novamente reconhecidos pela iniciativa internacional de proteção climática CDP (Carbon Disclosure Program). Na avaliação mais recente, a empresa está mais uma vez na "Lista Clima A" como uma das 270 empresas em todo o mundo, colocando-a entre os 5% melhores entre cerca de 5.800 empresas avaliadas pelo CDP.

A pontuação "A" é concedida a empresas que relatam suas atividades de proteção do clima de forma particularmente transparente e abrangente e implementam os projetos correspondentes. Para a Lanxess, é a quarta inclusão na "Lista A". A empresa vem divulgando dados relevantes para a proteção do clima ao CDP desde 2012.

"A proteção climática é uma parte central da estratégia corporativa da Lanxess. Um fato que destacamos com nossa ambiciosa meta de nos tornarmos neutros para o clima até 2040. Ser premiado como líder em proteção climática pelo CDP, mais uma vez prova que estamos no caminho certo", disse Hubert Fink, membro do Conselho de Administração da Lanxess AG.

Recentemente, a Lanxess foi novamente incluída nos Índices Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI) Mundial e Europa - graças aos excelentes resultados na área de estratégia climática, entre outros. A empresa de especialidades químicas está no topo do DJSI Europe na categoria "Chemicals", como estava no ano passado, e subiu para o segundo lugar no DJSI World. Disse Fink: "Estamos muito satisfeitos que nosso compromisso com uma maior sustentabilidade e proteção do clima tenha sido reconhecido de forma tão ampla."

Clima neutro em 2040

No ano passado, a Lanxess concentrou suas atividades de negócios ainda mais fortemente na sustentabilidade, sendo a proteção climática e a eficiência energética os temas principais. Em 2040, a empresa de especialidades químicas pretende se tornar neutra para o clima e eliminar suas emissões de gases de efeito estufa. Em 2019, a Lanxess emitiu 3,06 milhões de toneladas métricas de CO2 equivalente - cerca de 150.000 toneladas métricas a menos que no ano anterior.

Mais informações sobre a meta da Lanxess de se tornar neutra para o clima podem ser encontradas em https://www.climateneutral2040.com/.

Gestão sustentável da água intensificada

A Lanxess também intensificou seu compromisso na área de gestão de água e, pela primeira vez, apresentou os respectivos dados ao CDP. Em sua primeira avaliação, a empresa recebeu nota "B".

Além disso, a Lanxess definiu recentemente metas específicas para a gestão sustentável da água em sua operação. Como parte de seu "Programa de Gestão da Água", o Grupo inicialmente fortalecerá a gestão sustentável da água com projetos locais específicos em quatro locais nas áreas com maior estresse hídrico. O objetivo é reduzir a retirada absoluta de água nesses locais em 15% até 2023. A experiência adquirida com esses projetos deve ajudar a melhorar ainda mais o desempenho da água em todo o mundo.

CDP: Maior transparência em dados ambientais corporativos

A organização independente sem fins lucrativos CDP visa criar transparência mundial sobre as emissões de gases de efeito estufa e a gestão dos recursos hídricos e das florestas. Em 2020, mais de 9.600 empresas enviaram seus dados. Isso torna a plataforma de dados CDP uma das fontes mais abrangentes do mundo de informações ambientalmente relevantes.

O projeto é atualmente apoiado por mais de 515 investidores em todo o mundo, administrando ativos que totalizam cerca de US ? 106 trilhões.

Para aumentar a transparência para todas as partes interessadas, a Lanxess agora oferece acesso rápido e fácil a todos os números de sustentabilidade em uma ficha informativa ESG em https://lanxess.com/en/Investors/ESG

  Mais notícias